Inauguração do MM1

No dia 1 de Dezembro com 125 pessoas inscritas realizou-se a caminhada de inauguração do caminho MM1, recuperado pelos voluntários do Movimento Mira-Minde (agora associação).

Pelas 9h realizou-se uma pequena cerimónia inaugural, junto da capela de São Sebastião em Minde, nesta cerimónia estiveram os representantes dos órgãos autárquicos e eclesiásticos de ambas as freguesias. Houve o descerrar de uma pequena placa comemorativa junto da capela que sinaliza o inicio do caminho agora reaberto. Dando-se então o inicio da caminhada seguindo o percurso marcado como MM1 (3Km) até à Capela de Nossa Senhora da Boa Morte em Mira de Aire, onde se realizou também uma pequena cerimónia de descerramento da placa de acrílico que assinala o inicio do caminho do lado da Mira. As capelas estiveram abertas durante a manhã permitindo a muitos descobrir pela primeira vez a singela beleza destes edifícios históricos. 

Aos participantes da caminhada foi oferecido um passaporte que puderam carimbar junto de cada uma das capelas, sendo um dos objetivos da associação, trabalhar criativamente para esbater as fronteiras que nos separam (Distrito/Concelho/Freguesia) ficando assim com um salvo conduto para partilharmos e cuidarmos do nosso território comum.

Agradecemos a participação de todos os cidadãos que se juntaram nesta celebração singular, uma palavra especial aos párocos de Minde e de Mira de Aire que abrilhantaram as cerimónias com bonitas e inspiradas mensagens, aos Presidentes das Juntas de Freguesia e demais representantes locais que nos honraram com a sua presença, à representação do Município de Alcanena com o Presidente Rui Anastácio e o vereador Alexandre Pires e obviamente dos representantes do Município de Porto de Mós, o Vice-Presidente Eduardo Amaral e a vereadora Telma Cruz. Fazendo-se ainda representar a Sociedade Portuguesa de Espeleologia pela sua Presidente Cristina Lopes.

A inauguração da recuperação deste caminho histórico que ligava as aldeias de Minde e Mira, tem para nós um significado especial pois representa um primeiro passo num longo caminho que pretendemos fazer para juntos valorizar o nosso território como um todo, juntos queremos construir uma comunidade mais forte e reinventar a nossa economia.

A intenção de valorizar o espaço natural que nos envolve, construindo uma narrativa positiva de aproximação entre a comunidade e o meio natural, servirá de base para um futuro desenvolvido em parceria entre as comunidades de Minde e de Mira de Aire, de Alcanena e de Porto de Mós, que singularmente se abraçam neste Magnífico Lugar.

Agradecemos o carinhoso apoio dado pelas Juntas de Freguesia e pelas Grutas de Mira de Aire na aquisição das placas e postes de marcação, que permitiram assim sinalizar o caminho. Convidamos as populações de Minde e de Mira de Aire e a todos os visitantes que desejem a vir descobrir este caminho histórico e o singular Polje de Mira-Minde.

Partilha este artigo...

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest